NOTÍCIAS | CRÉDITO
Sexta-Feira, 22 de Abril de 2022, 09h:46
Após aceleração do Sebrae/MT e Sicredi, MEIs aumentam faturamento e diminuem as dívidas
384 microempresários individuais de todo o Estado participaram do programa

Assessoria Sicredi Centro Norte
Cuiabá / MT
noticias@ocbmt.coop.br

Foto Wesley Marcos dos Santos de Souza

Após aceleração do Sebrae/MT e Sicredi, MEIs aumentam faturamento e diminuem as dívidas

Empresa Brilhex Limpezas, de Sinop

É possível crescer na crise. Essa é uma das constatações feitas após a finalização do Programa de Aceleração do Microempreendedor Individual - Prospera MEI, que acompanhou 384 Microempreendedores Individuais (MEI), por um período de 12 meses. A iniciativa inédita no Estado, comandada pelo Sebrae em Mato Grosso em parceria com o Sicredi, alavancou os resultados dos pequenos negócios, que apresentaram um crescimento de 86% nas vendas. Além disso, os microempreendedores tiveram uma redução de 25% no endividamento e 23% deles migraram para Microempresa (ME).

Os participantes apresentaram ainda um aumento de 8% na maturidade da gestão e uma queda no volume total de dívidas vencidas de 42%, ou seja, de aproximadamente R$ 389 mil para R$ 226 mil. Os bons números continuam com as vendas anuais, que subiram de R$ 55 milhões para R$ 106 milhões.

Um dos empreendedores que celebra os bons resultados é Elenilson Tavares de Lima, dono de um pequeno negócio de locação de campo de futebol em Nova Mutum, a Sportilit. Aberta há dois anos e meio, a empresa, após a participação no programa, apresentou um aumento no faturamento de 50%.

“Valeu muito a pena ter participado, foi uma mudança de mentalidade muito grande. Passei a ter uma melhor gestão do meu negócio, controlando o que entra e o que sai. Além disso, passei a investir em marketing digital, Instagram, Facebook e Whastapp para atrair clientes. Também melhorei o cardápio da lanchonete que tenho no local, tudo para dar mais opções aos clientes. Ações que fizeram a diferença”, conta.

Com o aumento no faturamento, Elenilson migrou de MEI para ME e já prepara os próximos passos. “Para 2022 quero expandir, seja construindo um segundo campo aqui em Nova Mutum ou abrindo uma filial em uma outra cidade. Estou analisando para ver a melhor alternativa”, detalha.

Quem também teve ótimos resultados foi a Brilhex Limpezas, de Sinop. Segundo o empreendedor e sócio, Wesley Marcos dos Santos de Souza, a empresa, que presta serviço de limpeza de pisos, apresentou um aumento de 25% no faturamento. “É um programa que muda a mentalidade do empreendedor e não só isso, ajuda na tomada de decisão. Por exemplo, estávamos receosos de adquirir um carro para empresa, mas com o apoio do consultor vimos que era uma boa ideia”, relembra.

Para Wesley, esse suporte é fundamental para o empreendedor. “Acho que todo empresário passa por momentos de dúvida, medo e o Sebrae tem um papel incrível de auxiliar o micro e pequeno empreendedor. Tanto que para 2022 queremos abrir um ponto físico, que será o escritório da empresa, além de uma loja de venda de produtos de limpeza. Estamos prontos para crescer ainda mais”, afirma.

Esse crescimento rápido que todos os participantes tiveram durante o programa foi destacado pelo economista e analista técnico do Sebrae/MT, Fábio Apolinário. “O Prospera MEI superou todas as expectativas e demonstrou que o MEI, ao contrário do que se pensa, é uma excelente oportunidade de negócio. Eles crescem muito rápido quando acompanhados e logo saem de Microempreendedores Individuais para Microempresa ou Empresa de Pequeno Porte. Tivemos vários cases de sucesso, com empreendedores chegando a faturar mais de R$ 350 mil por mês ao final do programa, próximo do limite da pequena empresa, que é de R$ 400 mil por mês”, detalha.

Do ponto de vista da organização financeira, do total de participantes do prospera MEI (384), 38% eram classificados como baixo risco para tomar crédito em 2020. Ao fim do programa, em 2021, esse percentual subiu pra 53%, um incremento de 15 pontos percentuais. O universo de microempreendedores associados nesta condição de baixo risco passou de 143 para 196 de um ano para outro, aumento de 37%.

“Esses resultados demonstram que, com a orientação prestada pelo programa Prospera MEI, que incluiu a educação e consultoria financeira prestada pelo Sicredi aos associados, eles conseguiram absorver as informações e aplicá-las no dia a dia. Reorganizaram financeiramente suas empresas, quitaram dívidas e reduziram o endividamento”, comenta Gabriela Sato, consultora de Negócios Pessoa Jurídica da Central Sicredi Centro Norte. Ela acrescenta que, com o escore baixo, os associados têm condições de fazer novas contratações de crédito para investir na melhoria dos seus negócios “o que é um dos propósitos do Sicredi, de auxiliar seus associados a prosperarem e contribuir para a melhoria da qualidade de vida deles e de toda a comunidade”.

DADOS MEI


Segundo dados da Receita Federal, Mato Grosso terminou o ano de 2021 com o registro de 194.968 Microempreendedores Individuais (MEI). No ano passado ainda houve a abertura de 56.303 MEIs. Os municípios mais populosos impulsionaram o total de MEIs no Estado. Cuiabá, por exemplo, encerrou 2021 com o maior número, 46.049, em segundo lugar ficou Várzea Grande com 16.264 e Rondonópolis em terceiro com 13.030 registros. Para o analista técnico do Sebrae/MT, Fábio Apolinário, as MEIs são uma boa forma de iniciar um negócio, sobretudo pelos impostos reduzidos e a facilidade de organizar a questão burocrática. Com o aumento do desemprego e a inflação em alta, o registro de um pequeno negócio se torna uma opção de renda ou complementação às famílias.


PROSPERA MEI

O Programa de Aceleração do Microempreendedor Individual - Prospera MEI, teve o objetivo de ajudar os 384 MEIs participantes a crescerem. Todos são associados das cooperativas Sicredi e foram acompanhados pelo período médio de 12 meses, com foco em uma programação destinada ao desenvolvimento das empresas. Para isso eles, contaram com apoio nas áreas de finanças, marketing, vendas, planejamento estratégico e pessoas, incluindo atividades burocráticas.

No primeiro momento do programa, as empresas foram avaliadas por um diagnóstico, que mapeou os pontos fortes e fracos e o grau de maturidade de gestão. Na segunda etapa, um plano de ação foi proposto contemplando a estratégia para o crescimento, com acompanhamento do Sebrae, visando a perenidade do negócio. Paralelo a isso, o microempresário recebeu conteúdos programáticos para capacitação online, além de encontros presenciais. Eles também tiveram à disposição consultorias, mentorias e outras soluções operacionais, administrativas e financeiras definidas de acordo com as demandas identificadas. Na terceira e última etapa, que na realidade foi feita ao longo de todo o período, foram realizadas avaliações no 4º, 8º e 13º meses para mensurar a evolução do negócio.

ENCERRAMENTO
No dia 18/04 aconteceu a cerimônia de encerramento do programa com a palestra “O catador de sonhos”, com o empreendedor e escritor, Geraldo Rufino, no Centro Sebrae de Sustentabilidade (CSS), em Cuiabá.

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




OCB/MT - Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Mato Grosso
SESCOOP/MT - Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado de Mato Grosso
I.COOP - Faculdade do Cooperativismo





Logo

Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet