NOTÍCIAS | UNIMED CUIABÁ
Quarta-Feira, 24 de Julho de 2019, 09h:11
Paciente com insuficiência cardíaca
Médicos debatem manejo

Assessoria Unimed Cuiabá
Cuiabá / MT
noticias@ocbmt.coop.br

Unimed Cuiabá

Paciente com insuficiência cardíaca

Palestra sobre Paciente com insuficiência cardíaca

O manejo do paciente com insuficiência cardíaca foi o tema central da palestra realizada no dia 18 de julho, no Auditório da Unimed Cuiabá. Mais de 30 médicos, entre eles cardiologistas, geriatras e clínicos puderam debater e trocar informações com o médico cardiologista especialista em transplante cardíaco, Dr. Flávio Brito.

Na abertura da palestra o Dr. Humberto Celestino, um dos coordenadores do Comitê Educativo da Cooperativa, reforçou que a ideia é promover momentos de interação e conhecimento. “Com a nova gestão, começamos a preparar projetos de atualização profissional, iniciando com a Cardiologia, e já estamos preparando outras ações”, adiantou.

De forma simples e didática, usando exemplos do cotidiano e diálogo franco, o palestrante discorreu sobre a importância do gerenciamento de dados clínicos, com geração de informações para análise, um dos focos do Sistema Unimed. Para ele os dados são fundamentais para formulação de parâmetros e análise comparativa de serviços, melhora do fluxo de atendimento e perfil dos pacientes (mortalidade, readmissão hospitalar).

Um dos primeiros especialistas em transplante cardíaco clínico no Brasil, Dr. Flávio narrou sua trajetória dentro e fora do país, de 2010 a 2014. “Ao longo deste tempo aprimorei o estudo e a pesquisa Cardiológica com foco em pós-operatório”, explicou.

Há 5 anos de volta ao país, ele busca repassar os conhecimentos técnicos e práticos de organização e gerência em cuidados em insuficiência cardíaca. “Tenho grande admiração e carinho pelo Sistema Unimed, por sua atuação cooperativista e modelo de assistência à saúde. A Unimed Cuiabá está nesta vertente de repensar a medicina, e agregar à marca o cuidado. Por isso parabenizo a iniciativa de mudança de conceito de saúde, colocando o cuidado e a medicina preventiva como diferencial”, relatou.

Segundo o médico, o paciente cardiológico passa por uma grande jornada, e deve ser acompanhado de perto, e por múltiplas vertentes. “Com um modelo organizado para o cuidado com paciente com insuficiência cardíaca poupa-se tempo, melhora-se a qualidade de vida e racionaliza-se o investimento de recursos. Conseguindo ter um paciente satisfeito com a qualidade do serviço e remuneração adequada para o médico”, concluiu o palestrante.

Fonte: Unimed Cuiabá – Por Jaqueline Nunes de Siqueira

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




OCB/MT - Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Mato Grosso
SESCOOP/MT - Serviço Nacional de Aprendizagem de Cooperativismo de Mato Grosso
I.COOP - Faculdade do Cooperativismo





Logo

Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet